25.12.10

Natal


Desde miúdo que oiço dizer que Natal é tempo de paz, de família e de perdoar aos nossos inimigos. Será mesmo assim? Os nossos inimigos pensarão da mesma maneira? Se levarmos uma “bordoada”, colocamos a cabeça a jeito para levar outra?

Sabem os meus amigos que não sou jovem, sabem os meus amigos que contrariando as leis da natureza ainda sou jovem. Mais ainda, uma criança grande. Não conheço criança que não tenho medo, medo de não ter por perto os seus pais, os seus amigos, os seus protectores, mas os medos que me atormentam nesta altura são estes:

O nosso País está a atravessar uma crise que jamais me passou pela cabeça pudesse acontecer quando em vinte e cinco de Abril do ano setenta e quatro rebentou a revolução dos cravos.

Ainda recordo os rostos de felicidade que praticamente todos os portugueses tiveram naqueles tempos mais próximos. Que loucura a sensação de liberdade, a fraternidade entre os povos faziam-nos ter esperança de finalmente termos um Portugal livre, moderno, próspero e com um futuro de bem estar nunca existido por cá.

As eleições livres, as promessas dos políticos oportunistas formados com rapidez e em força, foram sonhos feitos à luz do dia, já que tínhamos acabado de passar uma noite de mais de quarenta anos.

Como recordo os erros que se seguiram, mas que todos íamos deixando passar com a esperança que com erros também se aprendem e portanto o Sol Radiante estava à frente dos nossos olhos.

Nós que nos encontrávamos isolados seriamos um País Europeu, aberto ao Mundo, com todos as vantagens que isso nos trazia. Os nossos políticos, Doutores, Engenheiros, Advogados e até Estucadores, rejubilavam de satisfação, apregoando aos quatro ventos quanto felizes passaríamos a ser quando finalmente entrássemos na Comunidade Europeia. Um eleito, deu a volta pelo Mundo, viajou em elefantes, deitou ao fosso galináceos para os crocodilos, montou em tartarugas, passou pelo estreito de Magalhães e o seu governo desatou rapidamente a gastar milhões e milhões no desenvolvimento de Macau, tendo Melancia e seus acólitos feito trabalho meritório, acabado em Tribunal com os resultados que todos conhecemos…Tudo Zero, “gente fina é outra coisa”.

A seguir sucederam-se governos e mais governos e todos eles iam deixando o nosso cantinho cada vez pior. As empresas estrangeiros que mantinham por cá fabricas há muitos anos, desataram a debandar, contribuindo para o desemprego e consequentemente a perda do sonho por que lutamos. Os partidos políticos, iam recheando o seu seio com assessores de assessores, nomeando para lugares para os quais não tinham nenhuma preparação, Pais, mães, filhos, enteados, netos, primos, irmãos, amigos, amigos dos amigos, deixando de fora ou afastando quadros de valor que lhes podiam fazer sombra…

A União (?) Europeia, ofereceu milhões e milhões de dinheiro que aquela gente recebia ávida de grandeza, repartiam (o que repartiam) pelos amigos, pelos espertos desonestos e o aproveitamento foi o que se pode chamar, “coisa nenhuma”. Há efectivamente vias de comunicação, vias rápidas agora transformadas à pressa em auto-estradas sem estarem preparadas para tal, mas que são pagas, tal é a necessidade e a fome de dinheiro que temos. Quantos pseudo-cursos foram pagos a empresários para que o pessoal tomassem conhecimentos para o seu desenvolvimento, sem qualquer tipo de aproveitamento. Quanto trabalhadores passaram dois e três anos nessas formações a transportarem paus às costas de um lado para o outro, recebendo o seu salário atrasado pago a más horas, os instrutores, funcionários dessas mesmas empresas assinavam os recibos como se dessem a tal formação e o empresário abotoando-se com todos os valores nem sequer pela Páscoa ofereceram uma garrafita de mosto cujo preço era de míseros 0,20 cêntimos, àqueles pobres servidores que com medo de perderem o emprego sujeitavam-se àquelas desonestidades.

Mas a luz quando nasce é para todos e Oliveira e Costa e o seu “bando” aparecem na ribalta como os representantes da grande burla dos tempos modernos e a fazer esquecer Alves dos Reis, os governantes ofereceram reformas a portugueses que nunca trabalharam por conta de outrem, esbanjando a torto e a direito valores sem a mínima razão para tal.

Reformam-se políticos com valores completamente absurdos e em idade de frescura física e psíquica. Dão-se prémios obscenos a quem já tem ordenado chorudos e benesses de escândalo, pelos cargos que ocupam?

O povo passou a ter acesso a mais instrução, abandonando-se paralelamente a educação do mesmo, observada pela leitura dos jornais que nos dão diariamente relatos de como ela está mal em Portugal. As agressões nas escolas são o pão nosso de cada dia e os professores, bombos de festa, que o digam.

Chega-se ao descaro de indemnizar um alto funcionário da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, que por sua livre vontade se despediu.

Corre-se o Mundo de mão estendida a mendigar dinheiro emprestado para repartirem à ganância, pelos protegidos dos políticos falhados que dormem no hemiciclo, e para nós povo escravo a lembrar os tempos feudais, cai-nos a distribuição dos “calotes” que esta gente à força nos obriga a pagar.

Pretende-se alterar a lei do trabalho, para que o "Zé" só possa ter reforma após os 67 anos e uma mulher que não recebe qualquer subsídio nem tem outros rendimentos, mas tem 65 anos e que teve a feliz sorte de arranjar um trabalho de três horas diárias, para pagar a contribuição à Seg. Social, vai ser fiscalizada.

O desgoverno é tal que num golpe de magia baixa, corta os salários aos funcionários e anuncia que deputados e altos funcionários também serão atingidos com cortes de 15% , dado ser necessário salvar Portugal, mas sorrateiramente aumentam-lhe as ajudas de custos em 20%.

Eu, naufrago, não pretendo voltar para a ilha… ela também está minada.

Estamos no Natal de 2010, como posso perdoar tanto mal que nos é feito? Destruíram o meu sonho, perdi a esperança no meu País, não acredito nos seus políticos e prevejo uma derrocada final não muito longa no tempo.

Desejo a todos os meus visitantes um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de abraços a que se associa o meu canito.

56 comentários:

São disse...

Ai, meu querido Amigo, como eu gostaria de dizer que estás equivocado...mas, desgraçadamente, não estás!!

O que eu posso fazer reçativamente a toda esta gentalha que tem arruinado Portugal é pedir a Deus que lhes dê muita luz e maior arrependimento.

Que seja muito feliz o teu Dia de Natal e deixo também um afago ao canito, rrs

Kim disse...

Amigo Zé!
Feliz Natal para ti e esperemos que o mais cedo possível possamos sair desta embrulhada onde nos meteram.
Boas Festas

Osvaldo disse...

Caro amigo Zé...

Será esta sem dúvida a melhor crónica da verdade que li este ano.
O que escreves é real, tão real que magôa, mas de que vale chorar sobre leite derramado?!...
Reconforta-me ler que afinal eles, os Pinóchios do nosso país, morrerão um dia possivelmente podres de ricos, mas apodrecerão na terra como todos os mortais!...

Obrigado, Zé, por nos ostrares crónicas da verdade como esta.

Boa continuação de Festas Felizes.
Um abraço.
Osvaldo

Pascoalita disse...

Meu querido Zezito,

O que mais admiro em ti é essa fantástica capacidade de manteres a jovialidade de criança, ao mesmo tempo que te revelas um homem consciente, observador, realista e sensato!

Partilho das mesmas preocupações quanto ao futuro deste país, mas receio não ter a tua capacidade nem energia para me manifestar, nem sequer em forma de desabafo. Acho que o objectivo "deles" é esse mesmo, adormecerem-nos!

Que saudades daquele mundo imaginário que em criança acreditei existir, em que no Natal se comemorava o nascimento do "menino" que teria vindo ensinar os homens a serem generosos, justos, honrados e tementes a Deus ...

Um Feliz Natal para ti, junto dos que amas.

Um beijo

Maria disse...

Amigo Zé:
Também eu sonhei e pensei viver esse sonho, com o 25 de Abril
Entendo-te bem.
Esta é para mim, a tua melhor crónica de sempre.
Obeigada por ela, Zé.
Bom Natal para ti e todos os teus.
Maria

Laura disse...

Nunca dei vivas ao 25 de Abril, eu estava do outro lado da barricada longe em África e ter de voltar para cá, destruiu os meus sonhos... mas também te digo que nunca agourei nada de bom para uma revolução tão insensata tão à maneira do Povo que age sem pensar que bastava receber melhores salários e melhores vivências e estaria tudo bem. Ora que não investindo, não há tem retorno em muitas vezes mais, nada de bom sairia dali, sabendo sempre que na retaguarda havia já ladrões e salteadores... Todos fecharam os olhos e fizeram de conta, se tudo estava tão bem. Foi sol de pouca dura! Infelizmente...

E cá estamos de novo descalços, de novo sem eira nem beira mas sem deixar de sonhar.
cruzar os braços não fará com que tudo melhore, e o povo que se esquece que; senão lutarem nada acontecerá...continuam todos com preguiça de deitar mãos à obra...

Lamento pelos nossos jovens, com a minha pessoa não me ralo nem um bocadinho. Por vezes penso que quanto mais depressa for para o outro lado, melhor me sentirei...Viver aqui já é um tormento...

Que haja Homens de olhos abertos e de visão de longo alcance! é o que desejo ao nosso Portugal pequenino!

Beijinho a ti zézito..

laura

Kruzes Kanhoto disse...

A verdadeira tragédia acontecerá apenas lá para 2014 quando já tiverem acabado os fundos comunitários. Já alguém pensou no desemprego que isso vai gerar? Principalmente quando se sabe que uma parte significativa dos recursos nacionais terão de ser encaminhados para as parcerias público privadas e que não vai ser possível ao Estado apoiar socialmente os cidadãos mais necessitados.

Zé do Cão disse...

São
Minha boa amiga. Tenho a alma desfeita com o que acontece a nós portugueses.
Já cheguei a perguntar-me se merecemos isto.

Bjs.

Zé do Cão disse...

Kim

A coisa cada vez está mais preta e cada dia recebemos uma decepção.


Abraço

Zé do Cão disse...

Meu bom amigo Osvaldo

Como sabes isto é uma pequena amostra, qualquer coisa assim como o Portugal dos pequenitos de Coimbra.

Será que eles estão a brincar ao Portugal do faz de conta?

Abraço

Zé do Cão disse...

Pascoalita

Sinceramente nem sei como conseguiste reformar-te. És Jovem, cheia de força, em idade naturalmente útil.
Bjs

Zé do Cão disse...

Maria
Mulher lutadora ou não fosse da terras dos patos bravos. Portanto engenhosa e pronta para a luta.

Minha querida amiga, como sabe adoro brincar consigo.
Obrigado pelas palavras bonitas que me dirige.

bjs.

Zé do Cão disse...

Laurinha

A coisa está preta, muito preta para o nosso lado.
Eles, os poderosos ( se é que recebe uns robalos, já se podem chamar de poderosos) deram cabo da nossa terra.
Quando chegar a nossa altura morreremos e não veremos o País direito.

bjs

Zé do Cão disse...

Kruzes

Acho que mesmo antes dessa data, receberemos a machadadas final.
Vamos todos sentar-nos à beira de água, tentar pescar o que nos levaram.

Isto não está mal, está péssimo a consolação é que é igual para todos, como nos descontos actuais.
abraço

DAD disse...

Olá amigo,

Apesar de atrasada, aqui deixo os meus fotos de festas felizes, apesar dos tempos conturbados.

Beijinho grande,

Je Vois la Vie en Vert disse...

Caro Zé,

Uma crónica bem real !
Quando todos festejavam esta nova liberdade adquirida, eu já desconfiava - por já ter visto este filme na Bélgica - que esta liberdade ia ser mal utilizada e que os "espertos" iam prometer montes e vales e depois encher os seus bolsos antes de mais nada...
Apesar de tudo, desejo-te um Bom Ano de 2011 !
Beijinhos
Verdinha

paulofski disse...

Ainda hoje o meu pai me falava das dificuldades que viveu na sua infância e juventude. Nos tempos dificéis dos anos da escuridão. Me falava das esperanças renascidas com o 25 de Abril e da sua descrença com o presente. Há tempos o meu filho que estuda no 11º confidenciou-me preocupações e dúvidas sobre o seu futuro. A realidade é dura de ver, isto estátudo mal, mas não deveremos disistir e continuar optimistas.

Grato pela sua cronica,

Obrigado por nos dar a ler um texto tão sincero.

Desejos de continuação de um feliz Natal e um bom Ano Novo.

Pascoalita disse...

Uma crónica bem realista, que traduz a preocupação colectiva, que nos leva a uma reflexão profunda.

Zé, mais uns pares de anos e ficaremos todos de tanga!

Lamento muito pelas gerações vindoras, envergonho-me por fazer parte da geração que lhes roubará todos os sonhos e os atirará para o abismo.

Sobre a minha precipitada aposentação, é possível que tenha sido um bocadinho egoísta, mas conheces as (des)motivações

Um beijo

Zé do Cão disse...

DAD

Boa amiga, Em 2014 a torneira é definitivamente fechada. Se com ela ainda aberta as coisas estão assim, como será depois?
os meus votos de continuação de Boas Festas, alargados à maninha.

bjs

Zé do Cão disse...

Verdinha

A situação que estamos a viver, faz lembrar-me os tempos do Holocausto.
A pouco e pouco iam mentido, iam realizando os seus intentos e os judeus seguiam para o cadafalso na esperança de que os rumores de que se falavam não seriam certos.
Pobre "Zé", ao que chegaste.
Cumprimentos ao marido e Jinhos, esperança no 11, não, não tenho

Zé do Cão disse...

paulofski

O meu, tinha nascido em 1.900 e dizia-me a mesma coisa.
Os meus filhos, estão a viver a mesmíssima coisa já sem queixo-me mas prevendo a derrocada final e sem possibilidades de poder afastar-se.
A teia é grande e as aranhas enormes.
Talvez quando os sinos tocarem a rebate as coisas se tornem diferente.
Abraço

Zé do Cão disse...

Pascoalita
Mas nós já estamos mesmo de tanga, daqui a um par de anos colocamos a parra, o pior é que quando chegarmos ao Outono a parra cai. Além do mais a parra só tapa pela frente.
Eu sei eu compreendi todas as desmotivações, vai semeando salsa, hortelã, couves etc, é a maneira de nos mantermos. Com cana de pesca já não dá nada a costa está vazia.
Minha amiga, estamos muito mais pobres.

Estou mesmo desolado, não estou?
Que Natal, meu Deus?
Bjs

Magia da Inês disse...

♫°° Querido amigo,

°º♫ Para você em 2011:

° • ♫ "Os sonhos realizados...
°º ♫°° ♫♫ O amor esperado...
° ·. •*• ♫ A esperança renovada..."

Bj♥s
Brasil °º♫
°º
° ·.

Mariazita disse...

Querido amigo Zé
Adorei (???) o teu texto.
Perfeitamente lúcido e consciente das doenças de que estamos sendo vítimas, e para as quais o remédio não se vislumbra.
O "outro" disse: cada povo tem o governo que merece.
Será que merecemos? Pela minha parte não me julgo merecedora, e penso que a maioria dos portugueses está nas mesmas condições.

Será que o Novo Ano vai trazer alterações? Para melhor, é claro, porque para pior já basta assim...

Meu amigo, que faças uma boa passagem de ano na companhia da tua Dona e de quem mais te aproveitar.
E que o próximo ano te seja risonho.

Beijinhos

Zé do Cão disse...

Magia

Nesta época festiva em que todos damos abraços e desejamos bom Ano Novo, não há motivo para tal em Portugal
A coisa está tão preta, que ninguém sabe como vai acabar.
E creia que não é pessimismo. O "Assalto" tem sido ou foi tão bem planeado, que muito dificilmente sairemos de cabeça levantada.
Por isso vamos vivendo
Jokitas

Zé do Cão disse...

Mariazita
Eu nunca foi pessimista. Foi sim sempre calculista. E em todos passos que dou, costumo medir sempre o sem comprimento.
Mas desta vez não vejo saída. Quem dera que a fada madrinha se lembrasse
cá da malta. Mas até ela nos abandonou.
Enquanto foram trapaceiros em mandarem em nós, não chegamos lá.
Bom fim de Ano, fechamos os olhos e fé em Deus.
beijokitas

Teté disse...

Antes do mais, desejo que tenhas tido um Bom Natal! E que, apesar do relatas tão realisticamente e que é uma preocupação de todos nós no dia a dia, tenhas um Feliz Ano Novo!

Não sendo católica, não vejo necessidade de perdoar a todos esses crápulas que têm enchido o bolso às nossas custas e levado o País ao estado depauperado em que hoje se encontra. Não, também não lhes perdôo, porque os erros acontecem, mas a ganância, a sede de poder e a total indiferença pelo povo que os elege para o representar, não são dignas de perdão. E é aí que tenho pena de não ser católica, porque assim acreditaria que essa gente ia arder para sempre no quinto dos Infernos. O que, mesmo assim, não compensaria os sonhos que assassinaram impunemente, nem as dificuldades que nos fazem passar a todos...

Jinhos, Zé do canito!

Zé do Cão disse...

Teté

Quem morre nas chamas do inferno somos nós, podes ter a certeza.

Eles, estão cheios e asseguraram o bem dos seus até à 5ª geração.

Beijos e que passes o melhor possível, aliás como todos os dias. Afinal o que muda de 31 para 1?
É a miséria que aumenta.

DAD disse...

Olá!
Está alguém em casa?
Foi aqui que encomendaram...?



|''''''''''''''''-- - '''''''||_
|................*AMOR*...........|||'|''__
|________________ _ |||_|___|)
!(@)'(@)''''**!(@)(@)***!(@)''



|''''''''''''''''-- - '''''''||_
|............*CARINHO*.........|||'|''_
|________________ _ |||_|___|)
!(@)'(@)''''**!(@)(@)***!(@)''



|''''''''''''''''-- - '''''''||_
|............*ALEGRIA*..........|||'|''__
|________________ _ |||_|___|)
!(@)'(@)''''**!(@)(@)***!(@)''



|''''''''''''''''-- - '''''''||_
|............*AMIZADE*.........|||'|''_
|________________ _ |||_|___|)
!(@)'(@)''''**!(@)(@)***!(@)''



|''''''''''''''''-- - '''''''||_
|........*FELICIDADE*.......|||'|''__
|________________ _ |||_|___|)
!(@)'(@)''''**!(@)(@)***!(@)
FELIZ 2011!

Zé do Cão disse...

Claro que foi daqui.

Nota-se essa falta? Não acredito.

Jokita, minha amiga

Parisiense disse...

Que mais acrescentar???!!!!
Apenas que como tu espero e desejo que esta nova década que vai começar traga de volta os verdadeiros valores, os morais e humanos....e que o teu sonho tenha a esperança de voltar a ser uma realidade.....sim porque o meu sonho e o meu país é outro e ainda é dificil lá chegarmos.

Bom Ano Novo.
Beijokitas

Zé do Cão disse...

Parisiense

Era tão bom poder voltar a sonhar.
Em vez de sonhos passei a ter insónias.

Beijokitas

aproveita dentro do possível o fim de ano. Quero eu dizer. Feliz por um bocado de noite.

Pascoalita disse...

Quando ouvimos o Alberto João, na TV, aimplorar que 2010 acabasse logo, concordei imediatamente com ele!

Porém, hoje acho que 2011 será bem pior, por mais que rezemos ou mesmo que o céu nos poupe desse tipo de catástrofes.


Para além de aguardarmos para ver, pouco ou nada poderemos fazer :(

jinhos, Amigo

Nilce disse...

Oi Zé

Venho desejar a você um 2011 cheio de paz, carinho, amor, muitos contos mais para nós e grandes realizações.

Feliz Ano Novo!

Bjs no coração!

Nilce

São disse...

Também já não sei se merecemos ou não, mas se calhar há quem goste de ser enganado e enxovalhado, dada a quase certeza da reeleição de Cavaco e a subida nas sondagens do PSD...

Meu querido amigo, que seja o teu 2011 um ano com amor , saúde e paz, junto aos teus.

Para ti, um caloroso abraço, ao canito...um osso, rrs

Zé do Cão disse...

Pascoalita,
Tinha feito um texto tão lindo e quando fui clicar, não sei como foi-se.

Como era enorme, vou ver se o consigo reconstruir.

Bjs e bom fim de ano

Zé do Cão disse...

Nilce


Bom fim de Ano, e que a festa da vossa Presidente seja bonita e que ela tenha êxito, para bem do Brasil.

E que o TIRIRICA seja capaz de fazer um bom papel.

Bjs

Zé do Cão disse...

São

Não sou de rezas, mas bem precisamos.


Estamos mais ou menos assim, como no Holocausto, à espera de sermos empurrados para forno crematório.

Um Bom de Fim de Ano. Eu manter-me-ei aqui pelos vinhedos e queijos e à meia noite comerei uns
SS do cego que são duros que se fartam e será a minha passagem.
Acho que ninguém está para euforias, ou então há falta de consciência para ver a realidade que nos espera.
Grande abraço e o meu canito, bateu o rabinho de alegria. É curioso, ninguém ainda lhe tinha mandado uma saudação. Registei o carinho

Magia da Inês disse...

° • ♫ "Happy MMXI !!!...
°º ♫°° ♫♫ Feliz Ano Novo!!!!...
° ·. •*• ♫

Bj♥s
Brasil °º♫
°º
° ·.

Zé do Cão disse...

Magia da Inês


Que samba seja dançado nas ruas, pelas 24 horas de Hoje.

Bom Ano Novo

Mariazita disse...

O final do ano aproxima-se. Faltam já poucas horas.
Preparemo-nos para nos despedir dele com dignidade, ainda que dela não seja muito merecedor :) Podia (e devia) ter sido um pouco melhor...
Que o teu final de ano decorra com muita saúde e alegria, na companhia de quem amas.
Que o Ano Novo traga consigo muitas bênçãos para derramar sobre todos nós.
Ao soar das doze badaladas façamos um voto especial pela Paz e Justiça no mundo.

FELIZ ANO 2011

Beijinhos

Cida disse...

Amigo, obrigada pela visita e pelo carinho de sempre. Que 2011 seja bem melhor do que foi 2010, e que Deus encha de bençãos o seu lar.

Espero poder continuar contando com sua amizade pelos próximos 365 dias :)

Grande abraço

Cid@

Teté disse...

Feliz Ano Novo, Zé! :)

Folhetim Cultural disse...

Olá feliz 2011! Parabéns pelo vosso blog!
Quero hoje que você possa conhecer o trabalho feito no Folhetim Cultural que é o blog pelo qual sou responsável este abaixo é o endereço:
informativofolhetimcultural.blogspot.com
amanhã sábado 1º dia do ano, iremos voltar com publicações.
Ás 9 horas da manhã minha coluna poética
Às 13 horas O Poeta entrevista quadro de entrevista
e ás 17 horas Chá das 5 onde um poeta colaborador escreve uma coluna poética. Ao longo da semana atualizações são feitas com noticiário cultural, espero que possa contar com seu apoio nessa empreitada e que possa opinar sobre o nosso trabalho agradeço a atenção lhe desejo um ano super!

Magno Oliveira
Folhetim Cultural

Zé do Cão disse...

Mariazita

São 9 da manhã do dia 1 de Janeiro de 2011.

Abri a janela e o dia está mais ou menos como ontem. Os passarinhos depenicam no meu Quintal, um melro já me tocou à janela com o bico como vai sendo habitual, as rolas pousaram nos fios dos telefones, tudo tudo como ontem.
Tenho ouvido dizer que tudo, tudo vai aumentar, electricidade, transportes, alimentos, gás, gasolina(?), enfim coisas dos sem vergonha.
Que morram e ardam nas profundezas do inferno, são os meus votos de Ano Novo para essa gente.
Para todos os nossos amigos, abraços, lealdade, simpatia, carinho e acima de tudo respeito.
Merecemos tudo isto.


jinhos

Zé do Cão disse...

Teté

Já tenho saudades de ver-te.

Que sejas muito feliz neste ano duro porque vamos passar.

jokitas

Zé do Cão disse...

Cida

Linda senhora, irmã desse imenso e bonito Brasil.

Que os 365 dias que se seguem seja cheios de sonhos e que todos se realizem na integra. Entre eles uma visita a Portugal, porque não.

Muitos beijos, enviados deste País a fazer fronteira com o Brasil e apenas separado por este grande rio
chamado Atlântico.

Zé do Cão disse...

Folhetim cultural

Dei um salto ao vosso Blogue. Acho-o interessante, multifacetado.
Neste momento julgo não estar à altura das vossas pretensões.
Requer disponibilidade que Não tenho.
Oportunamente aparecerei, se entretanto tiver ousadia para um projecto.

Abraço

Pascoalita disse...

E 3 dias passados, de novo só um presidente a passear no tejadilho de um automóvel na bonita cidade do Funchal!

Que raio de patologia afectará os presidentes portugueses que os motiva a andar a cavalo nas coisas mais estranhas? eheheheh


Como as perspectivas para os próximos meses não parecem nada animadoras, teremos nós de ser mais criativos e brincar com a situação para distrair o pessoal e aliviar o stress eheheh

Xi coração

SILÊNCIO CULPADO disse...

Querido Zé
Já não estou desgrenhada nem desfigurada, venho atrasada mas aqui estou.
Também sem querer abrir mão da criança que tenho em mim e que faz sentir Primavera no sol que declina.
Meu querido, quero ir almoçar contigo um destes dias. Diz-me quando e onde, tá?
Abraço apertado

Zé do Cão disse...

Pascoalita
Antes em cima do que em baixo da viatura. Isso é para os gajos da ferrugem, os que arranjam os motores, apertem as porcas. Olha do que falo.
Eles apertam os porcos e de que maneira.
Parece-me que desta vez vou votar no candidato da Madeira, acho o fulano é giro tipo "Tiririca" e nós precisamos de quem nos anime.
Biquinhos, amiguinha

Zé do Cão disse...

Silencio

Eu sei, eu compreendi perfeitamente, quando estamos em baixo, doentes ou com preocupações, ficamos assim.
Sinto-me sempre muito orgulhoso quando recebo esta visita.

Um abraço com beijokita, muito forte e falaremos por mail.

Rei da Lã disse...

Isto só vai ao sítio com recurso à guilhotina, Zé!

Bom 2011!

Abraço

Zé do Cão disse...

Rei
Isto está mais do que complicado.
Estamos na mão de uma seita terrível.

Não sei como vão acabar, mas que não é a rezar na Igreja, disso tenho a certeza.
Abraço

Mariazita disse...

Meu caro amigo Zé
Como não há post novo... deixo o meu abraço e desejo continuação de boa semana e bom ano.

Beijinhos

Zé do Cão disse...

Mariazita


Igual bom ano.
Amanhã Dias de Reis, já há um dedicado ao Ano 2011.
Que este malvado desapareça o mais depressa da nossa vista. Vai ser um Ano que não nos vai deixar saudades.

bjs