30.10.10

SORTE AO JOGO


Sorte nos amores, pouca sorte no jogo. Este é um provérbio que nem sempre bate certo.
Cá o Zé, na sua juventude, apanhou resmas de "tampas" e muitos "borrachos", não daqueles que nos amachucam o "toutiço", mas daqueles de lindas pernas e corpos tentadores, aliados a carinhas "larocas" que arrebatavam corações e me faziam gastar muitas solas de sapatos.
Jogo nunca foi o meu forte, passo ao lado dele, não sou frequentador habitual de casinos, tenho horror às máquinas de moedas e até nos parqueamentos para automóveis sinto repulsa quando sou obrigado a meter uma moeda que raramente tenho. Todavia, afirmar que nunca joguei, mentia a todos vós, pois à vezes passando-me a "negra" pela "tola" sempre arrisco alguma coisa, e...
Certa vez, comprei uma rifa para ajudar os festejos na minha aldeia. O prémio era um cabrito assado no forno de padeiro, metido num enorme recipiente de barro. Não cheguei a saber qual foi o processo do sorteio. Sei, sim, que estava ausente e que a sorte me bateu à porta para me entregarem o almejado prémio. Como não estava, os fulanos da comissão de festas, todos meus amigos, chamaram-lhe um "figo" e nem sequer me disseram de quem era o canito que roeu os ossos. Entregaram-me valha-nos isso, a assadeira de barro devidamente lavada.
Outra vez na rua da Prata, à porta do oculista "Rodrigues" acompanhado de um amigo e sofrendo a sua influência comprei uma cautela, cujo numero era igual ao que ele adquiriu. Duas ou três semanas depois, o amigo diz-me que nos tinha batido a sorte à porta, cabendo a cada cautela 20.000$00 (vinte mil escudos). Com cautela, perguntei à «Dona» se tinha vista a dita no bolso da camisa. Respondeu-me que não é seu hábito retirar dos bolsos o que lá está. Como a camisa tinha sido lavada, lá estavam aqueles restos de papel, que me dariam a felicidade de sem trabalho ter ganho aquela pequena fortuna.
Mais tarde quando apareceram as raspadinhas, entrei numa loja de um pequeno Centro comercial na Cidade dos Arcebispos, e vi dois senhores que com ganância raspavam sem cessar um montão daquelas, no intuito de ganhar algum prémio chorudo. Fui tentado e adquiri duas. A primeira não bateu certo, mas na segunda rejubilei, tinha acabado de ganhar 10.000$00. Quis logo ali receber, mas informaram-me que só o podia fazer com identificação e na Caixa Geral de Depósitos. Arrumei as minhas coisas e quando saía a empregada perguntou-me. Não quer jogar mais? Ao que respondi. O prémio saiu-me a mim. Poucos dias depois num outro estabelecimento repetiu-se a cena. Afinal, sempre era um homem com alguma sorte.
----
Até que um dia, levantei-me, preparei-me e dei um salto à Capital. Preenchi um boletim, com cruzinhas e estrelas, quanto foi não recordo, não poderia ser muito, dado ter pouco dinheiro. Vinte e quatro horas depois, encontrava-me na rua do Amparo, entre o Rossio e a Praça da Figueira, na casa Campeão a encher uma mala "tipo James Bond", com largos milhares de Euros.
Além da mala, enchi os bolsos e corri a apanhar transporte para casa. Antes porém, dobrei uma nota de 20 euros, fazendo um biquinho e ornamentei o bolso pequenito do meu casaco, sobre o coração.
Em casa guardei o meu segredo, não contando nada a ninguém, meti a mala no armário do costume e deitei-me mesmo sem ter jantado.
Pela manhã, acordei, esfreguei os olhos, levantei-me e corri para a mala. Lá estava ela, bem arrumadinha pelas minhas mãos, peguei-a e achei-a leve de mais, abria-a e todo o dinheiro que lá tinha metido tinha desaparecido como por encanto.
Mas também naquele momento o meu encanto dissipou-se, tudo não tinha passado de um sonho, que só me deu felicidade enquanto estive deitado de olhos fechados.
Com o voltar à terra a CRISE TINHA VOLTADO.

52 comentários:

Luís Coelho disse...

De sorte não se pode queixar muito dado que até teve bons prémios
Parece-me que não soube guardá-los e é como dizia a minha avó:
Dinheiro do jogo é vazio
- Deus o deu água o levou....

São disse...

Detesto casinos e jogos.
A ti, meu bom amigo, ainda te saiu alguma coisa, mas a mim - nas raras vezes que gasto pouquinho dinheiro nessas coisas- jamais saiu fosse o que fosse, exceptaundo o dinheiro desembolsado, claro rrss
Um bom fim de semana, apesar de ventado, trovejado e chuvado...

Laura disse...

Oh no Sun City, para lá de Rustenburg onde vivia o meu mano mais novo, era meia hora de carro, visto que na África do Sul não permitiam casinos, casas de Jogo, iamos lá muitas vezes, eu adorava as máquinas das moedas, numa noite com 3 rands ganhei cem... e devias ver o brilho dos meus olhos a sentir as moedas a cair..com as mãos na máquina...maravilha, e de resto pequenos prémios. Ainda hoje jogo sempre com a mesma chave o euromilions..e um dia, um dia vais ver...

pensava que a tua dona tinha metido o bilhete da lotaria na máquina de lavar, eu já fiz isso com notas e saíram de lá lavadinhas, e para as secar, passei-as a ferro...

Um beijinho, mas lá que tiveste sorte ao amor, lá isso tiveste..eu??????? hum...
laura

Kim disse...

Oh Zé! Quase que valia a pena não teres acordado tão cedo. Primeiro compravas umas propriedades e só depois acordavas.
Demorou algum tempo a perceber mas a gente só ganha quando não está à espera.
Sendo assim é melhor continuares a comprar qualquer coisita e depois esquecê-la no bolso da camisa!
A Dona trata-lhe da saúde!
Grande abraço

Osvaldo disse...

Zé;

Mas que raio de acordar logo nessa hora!...
Bem podias continuar no sono e no sonho e só acordares quando o Governo caísse.
É que assim ainda está sujeito a teres que pagar impostos sobre tudo o que ganhaste no sonho, por isso é melhor não dizeres quanto foi... olha que o IVA está a 23% e no andar da carroagem nem se venderes a mala vazia te chega pra pagares às finanças...

Grande abraço, caro amigo (milionário).

Osvaldo

Zé do Cão disse...

Para não alongar o texto, não contei que no Casino Estoril fui ver um espectáculo com um montão de amigos e entramos na sala das maquinas e onde cada gastou 20$00. Aos SORTUDOS não saiu nada, mas cá o Zé, a "traquineta" começou a tocar campainhas e a deitar cá para fora.
Como foi coisa que não estava acostumado, os amigos encheram os seus bolsos (daí chamar sortudos aos gajos)e debandamos dali. De seguida caímos no Solar da Herminia
no largo da Misericórdia,gastamos tudo e entrei numa desgarrada com a fadista. Velhos tempos, meu amigo

Zé do Cão disse...

São

Também o que saiu não dava para mandar cantar um pobre à porta da Igreja.
Só deu para ficar animado 2 ou 3 horas.
Ontem o tempo foi o inverno a bater à porta. Hoje (domingo) o sol já sorri, mas isto está tão mau, que ele já nem nos anima.

abraço

Zé do Cão disse...

Laurinha.

Vês, vês nem tudo é mau. Também há quem tenha sorte aos amores e ao jogo.
Mas o sonho foi desesperante, lá isso foi

jokitas

Zé do Cão disse...

Kim

Tenho cá uma fé que amanhã feriado almoçamos os dois.
Veremos o que nos espera...
Um abraço, amigo

Zé do Cão disse...

Amigo Osvaldo

É verdade. É bom sonhar, especialmente quando são coisas boas.
Acordamos e são sonhos, sonhos que se mantêm mesmo quando estamos acordados, dado termos à perna o T. dos Santos e a dor de cabeça que nos pregam as suas mentiras e do Sr. ENG. que na América disse que tinha tirado o curso na U. Coimbra.
Mentiroso compulsivo...trapalhão e
causador das desgraças que nos atormentam. Não é só ele, mas ele bate todos os recordes.
abraço

▒▓█► JOTA ENE disse...

ººº
Quer-me parecer que o jogo não tem nada a haver com os amores.

Zé do Cão disse...

É também o que eu acho.

Um abraço, amigo

Parisiense disse...

Bem se não tiveste sorte no jogo e tudo não passou de um sonho....os amores que tal sairam????
Também não passaram de um sonho?
Se é o caso eu diria que és mesmo um homem azarado....eheheheheh

Beijokitas

Pascoalita disse...

Pois bem te podes considerar um sortudo! Eu cá nem sorte ao jogo, nem ao Amor :(

Também já tenho sido contemplada em sonhos e o que mais me marcou foi um quando era gaiata em que acordei agarrada à camisa de dormir, convencida que tinha esta era um avental e o mesmo abrigava uma "abada de tangerinas" eheheh

Na verdade já me têm acusado de ser pobrezita a pedir e sempre me contentei com pouquinho eheheh

Pascoalita disse...

Confesso que tenho um fraquinho por "raspadinhas", mas a sorte não quer nada comigo.

Jogo todas as semanas no EUROMILHÕES e no TOTOLOTO, mas acerto quase sempre ao lado eheheh

Os melhores prémios que ganho é na semana que me esqueço de jogar, já que a quantia me fica na carteira eheheh

Magia da Inês disse...

Olá, amigo Zé!
Pelo menos no sonho tu fostes feliz!... já é alguma coisa, né?
Beijos.
Brasil

Zé do Cão disse...

Parisienese

Aos Amores tive de tudo. Todavia e isto pode ser constatado por nossos comuns amigos que vivo entre trez amores.
Os meus dois rapazes, um fez hoje 30 anos e a minha "Dona". Uma jóia por sinal.
Ao jogo...não quer nada comigo, no entanto já foi feliz naquela noite de sonho
jokitas

Zé do Cão disse...

Pascoalita

E sou, sou mesmo sortudo. Até mesmo por te conhecer.
no jogo também és feliz, até tens um SOCRATES que não para de dizer que isto vai de vento em popa. Porra que é de mais...

biquinhos

Zé do Cão disse...

Pascoalita

É isso mesmo, passa-se o mesmo comigo, quando não jogo, fico mais RICO.
pobre de mim...


biquinhos

Zé do Cão disse...

Magia das Inês

Nunca me bateu à porta o ALADINO nem a FADA MADRINHA.
Eu bem esfrego a lamparina, mas o génio nunca aparece. e a Fada Madrinha deve ter perdido a varinha.
Paciência, mas ao menos tive uma noite de desassossego.
bj e parabéns. Uma mulher é vossa Presidente, oxalá não faça borrada como o SOTRAQUES de cá

Pascoalita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pascoalita disse...

Bom dia, meu querido AMIGO :)*

Carambqa! A falta que me tem feito navegar na NET. Desde 15 de Outubro que vivo enclausurada numa palhota, sem este meio de comunicação que tanta falta me faz. Não fosse estar ainda no activo e já tinha pirado eheheh

Oxalá que a reparação do meu PC fique pronta durante o corrente mês, pois de contrário, passo-me eheh

Vejo que continuas cheio de garra. Preciso urgentemente que me contagies com a tua força de viver, pois a melancolia outonal aproxima-se :(

Que tal se fossemos até ao casino ou ao BINGO? eheheh

jinhos

laura disse...

Pascoalita, eu faço-te companhia mas deixo as botas de tacão em casa que nem conseguia acompanhar-te por Lisboa ahhh quando me lembro que até ao Bingo fomos... e... nada, eu jogo dois euros todas as semanas... é o meu maço de cigarritos, não vou aos cafés, é raríssimo salvo encontrar uma amiga na rua lá em cima e torna-se obrigatório...


Pascoalita, o Outono tem belas cores, folhas no chão, árvores nuas que se tornam lindas, enfim...melancolia é da pressa da reforma, só pode.

beijinho aos dois, laura

Zé do Cão disse...

Pascoalita

É uma ideia. E em vez duma jogatana, veriamos por exemplo o espectáculo que lá esta, com o Zé Pedro Gomes.
Eu rebento pelas costuras e não vou passar mais 2 fins de semana sem lá ir.

Biquinhos

Zé do Cão disse...

Lauirinha.

Só pode, só pode. A nossa amiga meteu-se numa alhada dos diabos.
Ainda não parou, e já está a entrar em panico.
Ela nem sabe no que se meteu. Reformar-se?
Que tontaria... O País precisa de nós

jokitas

Mariazita disse...

Depois duma semana de reclusão, resolvi vir arejar os víus.
Como não sou egoista... não ficava bem não os distribuir pelos amigos :)))

Há quem diga: a sorte é para quem a merece. Não concordo. Ora diz lá - eu, por exemplo, não merecia que me saisse o euromilhôes? hein? diz a verdade... Merecia, é claro, e no entanto, nada!
É verdade que, se eu jogasse, talvez ajudasse a sorte um bocadinho, mas isso obrigava-me a gastar dinheiro :(
Para quê, afinal? O dinheiro não traz felicidade... ou traz???

Bons sonhos, com cautelas premiadas e dinheiro a abarrotar malas... :)

Beijinhos

Zé do Cão disse...

Minha querida amiga.
O dinheiro pode não trazer a felicidade plena, mas que ajuda muito isso ajuda. Até na doença ajuda e de que maneira.
Claro que é uma qualidade de felicidade, porque a outra não ajuda de maneira nenhuma...
até ao dia 13 no Feijó
jinhos

São disse...

Zézinho, venho pedir-te que te desloques ao "são" e desde já , obrigada.

Um bom final de semana.

Zé do Cão disse...

SÃO

obrigado? Nada disso é com prazer

ABRAÇO

Je Vois la Vie en Vert disse...

Caro amigo Zé do Cão,
Primeiro, peço desculpa por ter vindo tão tarde agradecer-te pelo momento tão bem passado na tua companhia. Sabes, mesmo não trabalhando mais, sou uma pessoa muito ocupada porque "meto-me" em muitas actividades, algumas voluntárias, outras pagas por mim... e tenho estado nos ensaios do nosso próximo concerto no Domingo (coro). Como achava que tinha pouco para fazer (o problema é que não consigo dizer não...) meti-me noutra : vamos formar um coro de música de câmara e começamos logo com uma música do Rachmaninov, o Bogoroditse Devo...De soprano passei a contralto e vejo-me grega para tentar decifrar a minha voz.
Tens razão acerca da carneirada para as visitas quando se faz um cruzeiro e é por isso que só fizemos 2 visitas guiadas, as outras foram ao nosso agrado e ao nosso ritmo. Não visitei a farmácia mais velha do mundo mas espretei por ela, aliás tenho uma foto dela no meu post.
Bom fim de semana
Beijinhos para ti e para a tua mulher
Verdinha

Pascoalita disse...

De passagem para dar um ar zito de graça, já que tenho andado afastadita e deixar votos de um excelente fim de semana

A propósito deste tema, lá foram por água a baixo, mais 8€ ... ontem nem me aproximei dos números. E olha que nem pedia muito (calhar o mal é mesmo esse, já que há quem defenda que temos de ser muito exigentes a pedir, para termos um pouquito eheheheh) ... bem, ainda posso ter acertado no Totoloto, né?

jinhos

Zé do Cão disse...

Pascoalita
Querida Amiga
A esperança, o sonho de finalmente nos bater à porta é coisa de 1 para 10 milhões ou mais. Portanto fé.
Termo de comparação
Os médicos (alguns fumam), recomendam aos fumadores para deixarem de fumar porque faz mal à saúde.
Já têm aparecido à "Dona" fumadores que argumentam o facto da Maria Lourdes Borges de Castro, fumar desalmadamente é saudável e até se lançou de pára-quedas.
Resposta da "Dona". Pois é! Já lhe saiu o Euromilhões?
Não!...
Pois, só sai a um, não é?
Ficam mudos...
a pintura da casa, segue a ritmo lento e hoje pela manhã, deu-me na bolha e fui até Sesimbra, sozinho.
Biquinhos
biquinhos

Laura disse...

Zézito menino bonito, queres ir ver uma noivinha dos anos 74?

Ó pra ela pensando que ia feliz!...

Um beijinho da laura

armalu disse...

Que raiva. pois eu estava aqui toda feliz a imaginar a sua alegria, e afinal bau bau, nada.
Pois este não foi sonho, da 3 semana do euro milhões meu filho jogou e não meteu tinha o 1º prémio, escusado será dizer-te que ninguém mais o conseguiu convencer a jogar.
Tem um óptima semana.

Zé do Cão disse...

Laurinha
Estou a responder sem ver a tal "Noivinha". Eram tempos muito conturbados o 1974.

Vê só que tudo começou com um levantamento das Caldas (?).
Até dá para anedotas, não dá?
Se calhar foi por isso que todos acabamos por ficar "lixados" e bem "Comidos"
Coisas de um Sótraques...

Zé do Cão disse...

Armalu

O Sonho comanda a vida, não é?

Afinal é com sonhos que vivemos.

Bom S. Martinho, muitas castanhas, jeropiga e coisas boas.
igualmente boa semana

Mariazita disse...

Meu querido amigo
Muito obrigada pelas tuas doces palavras. És uma amor.
Fico-te esperando com a nossa São.
Momento emocionante, prevê-se...

Oxalá eu esteja em condições, porque por enquanto não estou nada bem.
Esta maldita constipação/gripe não me larga. Parece um carrapato!

Então... até sábado. Beijocas

Zé do Cão disse...

Mariazita

Talvez seja melhor eu ir munido de uma garrafa de moscatel, com uns cálices, comemoramos o lançamento e ao mesmo tempo curas a constipação.
Ou então uma garrafa de aguardente medronho, vinda expressamente do Algarve.

biojocas

Magia da Inês disse...

Oiiiii, Zé!
Tenha piedade de nós!...
Aguardamos um novo post...
escreva qualquer coisa que lhe vier à cabeça... tenho certeza que vou rachar o bico de tanto rir...
Zé... nós simples mortais precisamos da sua originalidade...
Por favor... escreva... qualquer coisa... mas, escreva.
Beijinhos de fã.
Brasil

Zé do Cão disse...

Magia.

Faltam só dois dias... as minhas desculpas, mas o patrão dá-me muito trabalho para fazer em casa e eu tenho de cumprir.

Uma Beijoca

Melminha de Andrade disse...

Zé, que sonho legal!
Eu nunca tive muita sorte no jogo não. Lembro que ganhei um sorteio apenas uma vez e foi bem interessante. Eu era uma criancinha, a menor da turma e da escola e por isso sempre me escolhiam para pegar o papelzinho. Foi aí que a sorte pintou... Sorteei o meu próprio nome e ganhei uma cesta básica, rsrs...
Mas na faculdade eu tinha a maior sorte para o azar. Quando o professor sorteava alguém para apresentar trabalhos eu sempre era a escolhida, acredita?
... Agora no amor, tive muita sorte! Costumo dizer que amor não enche barriga, mas acho que dinheiro não enche o coração, sendo assim é bom termos sorte no amor e lutarmos pelo dinheiro, o inverso seria mais complicado.
Vou parar de escrever, caso contrário vou ocupar todo o espaço do seu blog.
Um beijo da Mel.

Zé do Cão disse...

Melminha
Sonho legal? Seria um sonho legal se se tornasse realidade.
Mas paciência, a sorte que me não bate à porta no jogo, bateu-me à porta no Amor.
Tenho uma Cara metade,que adoro e sou correspondido. Desse amor tenho dois homens que completam a minha felicidade.

jokas do Zé

Pascoalita disse...

Hummmm Tenho uma ligação emocional com Sesimbra. Bem podias ter-me convidado para almoçarmos um peixito, por exemplo no "Tony Bar" ou no Ribamar eheheh

Eu cá parece que fiz um pacto com a cadeira ... a maior parte dos dias, não saio da chafarica, nem para almoçar eheheh

jinhos

Pascoalita disse...

Opps! Vim aqui para dizer algo e esqueci-me:

Acxabo de desembolsar 10€ ... se não for premiada, pelo menos que o prémio calhe a um necessitado.

Excelente fim de semana


jinhos

Maria disse...

Olá Zé!
Não gosto de jogo, raramente compro o Euromilhões e nem ao menos sonhei que era milionária.
Como diz o Kim, se tivesses dormido mais um bocado, talvez tivesses chegado a ter um banco, uma bruta vivenda na Quinta da Marinha. Acordar custa muito.
Parece que o dinheiro não compra tudo, mas ajuda.
Beijo
Maria

Zé do Cão disse...

Pascoalita

Pois minha amiga, estas convidada para almoçar no Tony Bar ou no Ribamar ou se preferires no Hotel do Mar, como amigo A. Jorge.

Diz-me o dia e realizo o teu sonho.
Bikinhos

Zé do Cão disse...

Maria

O Dinheiro não dá felicidade, uma ova.
Não que não dá. Com esse vil metal podemos brincar à vontade.
Com uma reforma de miséria é que não
temos felicidade.

beijinhos

Zé do Cão disse...

Pascoalita


Minha amiga, lembro que no terra da "Sarrrdinha" também há cá uns besugos, de maravilha.

Biquinhos

Pascoalita disse...

Sim, sim Zezito ...
Na terra do Sado come-se peixinho do melhor. Ainda há dias lá estive a convite de um AMIGÃO e deliciei-me exactamente com um besugo a saber a mar que foi uma beleza ... e as sardinhas, das pequeninas com o manda a regra, não lhe ficaram atrás eheheh

Que Deus continue a proporcionar muita saúde e felicidade esse Amigo :)*


jinhos

Zé do Cão disse...

Pascoalita

Que me dizes amiga.
Teria ido ter convosco e faria as honras da casa.

Biquinhos

Teté disse...

Às vezes é mesmo preferível continuar a sonhar, com ou sem moedas a tilintar... :)

Por acaso tenho ideia que muito dinheiro nem sempre dá felicidade. Normalmente dá um excesso de segurança, que por vezes chega a ser fatal. Vêem-me sempre à ideia o John-John Kennedy, o Alexandro Onassis, o Stefano Casiraghi, entre outros...

Jinhos!

Zé do Cão disse...

Minha querida amiga Teté.

O Dinheiro, os Nicles, os Cartos, as alfaces, as mocas etc. etc .etc não dá felicidade?
Eu sem esse filho de uma mãe desnaturada não me sentia feliz.
Até na doença, quem tem dinheiro não sobre tanto. Melhor do que o dinheiro só a Lampada do Aladino.

Minha querida amiga, será que nos veremos em Sintra?
Quero um lugar pertinho para poder conversar a meu jeito

beijokitas