28.3.08

Pato com Estuque

.

O António Santos Pato era um homem na casa dos 60 anos, casado, saudável, que nunca tinha ido a um médico e vivia na Vila de Palmela de onde era natural.
Palmelão com muito orgulho, falador, amigo dos amigos, não lhe era difícil granjear novos conhecidos, mais ainda pelo facto da sua profissão ser vendedor.
Adorava brincar, jeito que lhe ficara duma juventude feliz e livre de preocupações. Creio que não haveria colega de profissão que não tivesse recebido alguma marotice daquela “criança” com cabelos brancos e já avô.
Recordo que o Santos Pato, em certo dia de S. Martinho, quando com uns colegas comemorava aquela data, ofereceu para acompanhar o repasto um vinho da sua lavra. Um espanto. Um DOC, uma categoria, segundo as suas palavras. Afinal não era mais nem menos do que uma “surripa” já azeda que nem para vinagre servia. E que gozo lhe dava estas “sacanagens”, sendo a sua presença disputada, pois a sua disposição, aliado a uma anedota sempre apimentada fazia as delicias dos acompanhantes da mesa onde estivesse.
Para se deslocar no exercício da sua profissão, dispunha de um “Morris 1.000”, carrito inglês, com que ele embirrava, porque lhe dava a sensação de quando o conduzia arrastava o “assento” pelo asfalto.
Certa altura o Santos Pato perdeu a alegria, a satisfação de comer, sentia que não estava bem e portanto com o conselho da mulher resolveu ir ao seu médico de família, que por sinal nem conhecia.
Ouvia dizer que nos Centros de Saúde o atendimento era péssimo e que os médicos recebiam ordens para não prescreverem exames e medicamentos caros. Afinal veio encantado com o acolhimento que lhe foi prestado, tendo o clinico imposto ao Santos Pato a necessidade de efectuar uns exames complementares para confirmar ou não as suas suspeitas.
Com toda a sua paciência e desejoso de se pôr bom, deixou de beber bebidas alcoólicas, entrou em dieta e preparou-se para ir a Setúbal a uma clinica efectuar os referidos exames.
Previamente teve de fazer uma limpeza intestinal, “gramando” com o pipo do irrigador pelo ânus acima, coisa que já não foi lá muito do seu agrado, somente atenuado pelo facto da enfermeira ter sido a sua mulher.
Doente sofre, e o Santos Pato enquanto não estivesse bem, tinha-se tornado um sofredor pacífico.
No dia aprazado, o nosso amigo perdeu o “pio” e lá foi, angustiado, qual condenado a subir ao cadafalso, disposto a sujeitar-se a tudo, porque no fundo afinal o que ele pretendia era ver-se livre da sua doença.
Para o Santos Pato, que nunca se tinha vista naqueles assados, foi como se tivesse sido recebido com pompa e circunstância. Mandaram-no despir-se, ficou com as suas “intimidades” à mostra, nervoso, envergonhado, já que a bata que lhe deram era daquelas que tapa pela frente mas deixa o rabo de fora, ou vice-versa.
Novo clister, desta vez 2 a 2,5 litros de uma massa branca líquida que teria de encher os intestinos para um raio-x opaco, aplicado por mão sábia e experiente, mas sem o carinho a ternura e a paciência da sua cara metade, fruto de tantos e tantos anos de casado.
.
Acabado o exame, indicaram-lhe onde era casa de banho para se aliviar de tamanho fardo e, ainda não estava bem sentado, fez uma descarga enorme e com tanta velocidade que se sentiu mais leve, feliz e até parecia que os seus males tinham desaparecido.
Vestiu-se e sem dizer adeus aos presentes, abre a porta e encaminhou-se para a saída, onde o esperava o Morris 1000 para fazer o regresso a casa.
Dado a sua saída precipitada, ninguém avisou o Santos Pato de que na primeira descarga o volume saído não deveria ultrapassar 2,5 a 3 dcl, do que tinha “engolido” pela via rectal.
Portanto, ainda antes de começar a descer as escadas principais da Clínica, dores abdominais anunciaram-lhe a chegada de novas convulsões.
O Santos Pato aperta-se, consegue dominar-se, arrastando os pés até junto do “Morris”, mete a chave, abre a porta e ao levantar a perna para entrar e antes de estar sentado, “aqui vai disto amigos que é de graça”. Em “esguicho e de palheta aberta”, aquele liquido espesso e branco corre-lhe pelas pernas abaixo.
A partir daquela altura o Santos Pato perde a vergonha e o pânico, arranca com o carro direito a casa, fazendo mais 4 ou 5 descargas pelo caminho. Quando se aliviava a quantidade acumulada com a pressão subia-lhe pelas costas acima até ao colarinho da camisa.
Quando chegou à porta da sua casa, a mulher esperava-o ansiosa por saber como tinham decorrido as coisas, mas ao ver o “Pato” a sair do carro com as “patas” todas salpicadas de branco fruto daquela massa que lhe escorria pelas pernas abaixo, pergunta-lhe se ele tinha andado nas obras a trabalhar com estuque.
Andei sim mulher, andei, andei nas obras e como vês estou todo obrado.
Só te digo que nunca mais lá me apanham para um trabalho destes.
Meses depois, o Santos Pato voltou a ser o mesmo homem alegre, feliz e pronto para “chapinhar” os amigos, só que estes já estavam a par da ocorrência que o nosso amigo tinha passado e quando entravam num bar para beberem um copo, havia sempre alguém que pedia assim: “Sai um taça de estuque aqui pró Pato”.

61 comentários:

.linny disse...

Bom dia amigo,
vim aqui agradecer ao e-mail, pelas palavras, e por rodas as coisas boas que tem me dado nesse tempo.

eu te adoro, e sempre estarei aqui.

beijos de todo coração.

Capriccio disse...

Olá! Ainda bem que o sr.Santos Pato ficou bom, e depois de passar por aquilo ainda ter humor para a mulher e os amigos, é assim mesmo, grande homem! Beijinhos :)

Zé do Cão disse...

Linny
O Zé é assim.
Bj.

Zé do Cão disse...

Capriccio
Conheci o Pato, no dia em que participava a um amigo comum que lhe tinha emprestado um fiat 600, para ir passear ao Norte e no Porto roubaram-lhe. Pela maneira como ele contava parti-me a rir e até o dono do carro também ria. É que não foi só o carro foram também dois frangos assados que estavam lá dentro e era o jantar da família. Veio tudo de comboio para Lisboa.
Bj.

Anónimo disse...

ahahhahahaahaaaa

(lá se vai o rimel....)

ai,senhor q a fartote de rir..além dum clister ainda PATO BORRADO e sem laranja.

ò Zé....ñ sabias lhe recomendar um "troço embebido em azeite??!!..ñ fazia tanto estrago.

Troço,,rsrssr..de couve---claro

BOM FIM-DE-SEMANA
um abraço:pandorabox

fotógrafa disse...

Um fds,cheio de alegria e com muito descanso!
abraço

kuka disse...

Este Zé tem o condão de me ^deixar bem disposto.

Olá!! disse...

hahaha mais uma história que me deixa à gargalhada...
E eu que andava a imaginar uma arrozada de pato de outro estilo!!!
hahaha
Coitado do Santos que deve ter tido uma trabalheira a engraxar os sapatos e da mulher dele a esfregar o colarinho... hihihi
Beijos Zé, muitossssssssssss

" JOTA ENE ® " disse...

Parti a moka a rir com o artigo, grande criatividade até para o contar. Artigo 5*****, sem dúvida.

Deixa-me k te diga, k mal li lembrou-me logo; PATO de todas as formas, bem regado, com um DOC DONA ERMELINDA, sempre anterior a 2003. É uma senhora pinga.

Fátima disse...

Amigo,

Que grande aventura a do amigo PATO!
Devo dizer que o texto está muito bom, apesar de divertida a situação o amigo PATO safou-se...

:-) Um abraço

Templo do Giraldo disse...

Viva meu caro ze do cão.

É claro que sei onde fica Altura, é ao pe da praia da retour e da praia verde:)
ou estarei engandado??:) A praia não vai ate VRSA, mas sim ate a Monte Gordo.

Olha que não es o unico a conhecer aquela zona::))

Um abraço fraterno.

Moyle disse...

que cena genial. é um fartote do princípio ao fim.

vsuzano disse...

agora tinha mais sorte com os toalhetes para rabito...que se podem levar no carro...

rsrsrsrs como sempre história bem engraçada

abraço

São disse...

AH!AH!AH!
Que mantenha sempre esse sentidi de humor!
Semana alegre...

luafeiticeira disse...

Bem, ainda bem que este é o últomo post a ler por hoje, porque assim vou bem disposta para a caminha. Realmente, não há com rirmo-nos das nossas próprias desgraças.
beijos

Zé do Cão disse...

Pandorabox, até eu a escrever isto me fartei de rir. E como o conheço então ainda mais gozo me dá.
Prepara-te, vem ai o Bap.tista.
Bj. e que os teus rapazes se portem na linha

Zé do Cão disse...

Fotografa, se te dou motivos para rir não é menos verdade que atraves do teu Blog também mos dás.
Bj.


Kuka, quando me faltar a disposição éporque muito mal vai o barco. Vou fazer os possiveis para me aguentar mais uns "anecos".
Um abração e espero que já estejas melhor.

Zé do Cão disse...

Olá!! Com que então estavas a pensar numa arrozada de Pato e de preferencia com laranja não?

Vá lá, vá lá, o Pato safou-se desta.
O gajo é malandreco que se farta, assim tipo Zé C. .

Beijinhos.......

Zé do Cão disse...

jota ene, tenho que agradecer-te publicamente a bela fotografia que ilustrou o conto do Pato. Para mim estava uma maravilha. Obrigado...
Sobre o Pato acompanhado com DnªErmelinda, vejo que és apreciador e conhecedor. As Terras do Pó, dão daquelas coisas.É a região de Palmela com toda a sua força vinhateira.
Necessitava de uma fotografia onde estivese um "maçarico" a sulfatar uns arbustos. Aí pelo teu album, há alguma.......
Um bom abraço, uns coiratos assados à moda da gente caramela e que o 2003 da Ermelinda os acompanhe.

Zé do Cão disse...

Fátima, obrigadinho pela visita e fiquei contente por te fazer rir.
Um bj.

Templo, cá estamos agarrados ao teclado, fazendo humor.

Um abraço
Moyle, Bom dia, O Pato tem muitas mais e todas de génio.
Se visses como ele contava com alegria (o 600 não dele)o caso do automovel que lhe roubaram no Porto
e a pena que os frangos que lá estavam dentro não estarem cheios de piri piri..... Mijavas-te a rir...
Um abraço Amigo

Zé do Cão disse...

Vsuzano, essas dos toalhetes, perfumados? Se eu te contasse! É história para maiores de 60. Protagonista o Zé.

Um bom abraço

Zé do Cão disse...

São:- Quando vi o nome, pensei imediatamente, lá vou levar outro puxão de orelhas. Como ele não apareceu.
Pergunto? Rectifiquei para melhor ou vou prá frente e fé em Deus? Note-se que sempre aceitei de bom agrado e reconhecido os ensinamentos que me dão. Portanto não se preocupe de dar uma reprimenda ao Zé, ele aceita e esteja descansada que não levo "telélé" para sala.

Se me permite, um beijinho

Zé do Cão disse...

luafeiticeira. Vai então mais satisfeita para a cama. Isso também me acontesse a mim quando leio o teu blog.


Um beijinho, querida amiga

Templo do Giraldo disse...

Tens andado muito calmo:) lol

Não tens dito nada deves andar muito oucupado:)

Um abraço.

Liz / Falando de tudo! disse...

Passando para agradecer a visita no meu cantinho!
Boa semana!

Olá!! disse...

Passei para largar aqui uma beijoca

Gata Verde disse...

Tadinho do Senhor...tomara que nunca mais passe por tal situação!!!

Beijinhos

Zé do Cão disse...

Templo, tenho efectivamente andado ocupado.
Um abraço

Liz/falando de tudo!
Um cantinho curioso.
Bj.

Gata verde
Acontece a muito boa gente e nas mais inesperadas ocasiões.
Procura o meu primeiro post (é fácil, é só andar para trás)e confirmas esta verdade.
Beijinhos

Zé do Cão disse...

Olá!! Bom dia...
que o sol radiante continue a brilhar e que a inspiração não te falte.
Os teus postes tem sido uma delicia.
(Já o Samora machell, queria andar de poste já que circulava em grande velocidade).
ahahahahaha!........
Beijões

São disse...

Viva!
Eu não dou reprimendas : sugiro ou peço!
E quando peço que afastem parágrafos é porque os meus olhos ficam cansados : necessário não esquecer que têm 58 invernos, com muita chuva.
Se não lesse , era-me indiferente, não é?
Beijinho permitido e retribuido.
Fico esperando que me visite também algumas vezes, sim?

São disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
São disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fotógrafa disse...

...e ficou a ser Pato com estuque , em vez do célebre Pato com laranja...rsrsrs
boa, gostei
Abraço

Templo do Giraldo disse...

Viva meu caro zé.

Não pude deixar de aqui passar a ver os comentarios aqui pelo teu espaço.

Continua assim.

Um abraço

Templo do Giraldo disse...

Pois é amigo eu também ja estou farto deste tipo de corjas que assobram o nosso pais. Ja me queixo e ainda sou um moço novo, ao continuar assim nunca passaremos ds "sepa torta". Portugal é cada vez mais um pais de terceiro mundo meu amigo. Tu melhor que ningém sabes ao que eu me refiro.

A tendencia é sempre para piorar, se não vejamos:

- educação
- economia
- saude
- emprego

Isto são pontos que deviam mudar e que o governo prometeu mudar.
E até agora não dislumbro nada de novo.

Estou farto disto tudo a serio que estou...

Saudações.

Anónimo disse...

Põe mais um prato,vou jantar contigo.....

E depois vou conhecer o Pato..

Um abraço:pandorabox

Zé do Cão disse...

Pandora
Com todo o gosto . O Próximo será o Baptista

Bj.

Zé do Cão disse...

Templo. Este povo tem o que merece.
O governo prometeu mudar e tem mudado ou não
Na saude, não mudou? não me digas
Na educação? Basta veres o filme da escola e por causa do telemovel
Na Agricultura não mudou? foi uma data de malta para a rua
Emprego, prometeram 2oo mil? E os que tem arranjado para os amigalhaços. Não contam.
E no Desemprego não aumentou?
Então o que é que a malta quer?
Eles prometeram e cumpriram
Um Abraço

Capitão Merda disse...

Zé:
Sinto um prazer enorme pelo facto de tantas pessoas virem ter contigo.
Bem mereces!
E mais não digo, que a vinhaça emociona-me... ;)

Desculpa lá vir sujar-te o "blog" com o meu nome.

Grande abraço

Bernardo Moura disse...

EHEHEHEH!!
Gostei muito desta estória do "Santos Pato"!
Abraço

JOY disse...

Amigo Zé do Cão

Passei para um pouco de boa disposição que sei aqui encontrar.

Um abraço
Joy

luafeiticeira disse...

Se vais feliz para acama quando lês o meu blog, então informo-te que tens lá uma novidade.
beijos

Zé do Cão disse...

Bernardo Moura, é sempre gratificante apresentar qualquer coisa que os outros gostam.
Faço.te um convite para dares por cá uma olhadela na proxima sexta-feira
para veres "Anuncio de Jornal" em que o protagonista é o nosso Bap..tista.
Um abraço

Zé do Cão disse...

Joy, É sempre agradavel ter os amigos por perto e eu faço por isso.
O meu obrigado e um abraço

Zé do Cão disse...

Luafeiticeira
Obrigadinha pela informação e pela visita.
És uma joia, bem lapidada.

Um bj.

ines disse...

Vinda pela mão do João (Peter Pan) só podia encontrar boa disposição!

Vou voltar!

Zé do Cão disse...

Ines, não sei a idade que tem. É amiga do João é quanto basta.
Quero avisá-la que todos os contos do meu blog, são histórias verdadeiras, vividas por mim ou do meu conhecimento directo, conhecendo os seus intervenientes.
Um bj, volte sempre a porta está sempre escancarada.

fotógrafa disse...

Zé do Cão,obrigada pela visitinha, e se quiseres dar-te ao trabalho de passar pela fotografa novamente,vê lá se o tema te interessa...rsrsrsrs
hoje deu-me pr'aquilo....podia ter sido para pior...rsrsrs
abraço

Zé do Cão disse...

Ainda sem ler digo-te que sim.
Todos os temos que tenho lido teus me interessam.
Bj.

Anónimo disse...

diabos....dia 1 de Abril.o dito jantar contigo..e a resposta no mesmo dia,,,(eheehheheh) GRANDE MENTIRA....

ansiosa de nova estória com o Ba ptista.....

(já disseste ao CAPITÃO,q a vinda dele como amigo é sempre bem vinda?)


um abraço:pandorabox

Zé do Cão disse...

A vinda do Capitão é sempre bem-vinda, e ele vem sempre como amigo.
Tenho que ir almoçar com ele. Não sei onde, mas está a rebentar.
Quanto à mentira do dia 1/4, pode tornar-se realidade. Quem sabe. Almoçar ao pé de quem me trata bem é para mim uma honra pagar é um gosto e até podes levar os apendices.
Os tais bons comportados. Digo-te que os meus também foram e são desses.
Amanhã temos o Bap.tisa

@nn@ disse...

achei que merecias prémio !

klika não é anuncio :

gostei deste blog !

Templo do Giraldo disse...

Zé:

Tens o blogue ao rubro, tu tens o dom de cativar as pessoas, e ainda bem para ti que és uma pessoa bastante sociavél. Passo por aqui com regularidade e vejo a adesão dos blogueristas aqui no teu sitio.

Continua assim..

Boa noite

Um abraço.

Zé do Cão disse...

@nn@. Quando já admitia que não tinha mais nenhum comentário, pois amanhã tenho a presença do Bap.tista e mais uma sua conquista, deparo com esta presença e fico derretido. O meu obrigado e só peço que venha muitas mais vezes, pois isso dá lenitivo para continuar. E Já agora, faça favor de tratar o Zé por tu, porque é assim que ele se sente à vontade.
Em Paris, está ainda frio? Por aqui
estamos no fim da primavera. Faz um ano tive cheia na minha garagem.
Muitos bj.

Zé do Cão disse...

Templo. Tu também vais de vento em popa, homem.
Deversifica um pouco mais, sê mordaz e puxa um ou outro assunto directo, ou tens medo de que os conterraneos não gostem?
Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Zé do Cão
És terrível e um grande brincalhão.
Por isso gosto de ti. Quem perde o humor perde tudo.

E arranjas-me cada um para apresentares!..

Este Pato é demais!...

jinhos

Zé do Cão disse...

Creio que foi o ultimo comentário ao Pato, já que amanhã, vem aí o Bap.tista.
O Pato seria melhor com Arroz....
Fico contente por tudo, pela amizade e essa cara risonha da nova imagem.
Um bj grande.

adam brown disse...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is

Anónimo disse...

Tradução: Olá, entrei mesmo antes de ter de sair para o aeroporto, foi muito bom conhecê-lo, se quiser aqui está o site de que lhe falei onde escrevo umas coisas e ganho bom dinheiro (trabalho de casa): aqui está ele.

Zé do Cão disse...

Adam brown
Obrigado pela lembrança mas as minhas ambições limitam-se a viver feliz, dar um sorriso a quem passa por mim
e fazer um carinho a quem o queira aceitar.
Desejo viver tranquilo, sem preocupações, não obstante estar atento ao que me rodeia.

Anónimo disse...

Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu